Páginas

terça-feira, julho 17, 2007

MEMÓRIA GRÁFICA DO JURÁSSICO


Estes desenhos são meros exercícios de pendor figurativo mas gestual, com as cores iniciais invertidas, o que não é ponto de chegada nem por natureza nem pelo modo de formar. A instrumentalização tem aqui ferramentas digitais básicas, deliberadamente básicas, visando um treino manual não ortodoxo. Conceptualmente, estas imagens, que emergem da visão interior do autor, abrem-se a sucessivas transferências de efeito, agindo plasticamente quer sobre o positivo, quer sobre o negativo. A vibração electrizante das linhas, tanto pode conseguir-se na matriz como num registo fotográfico a partir da figura exposta no monitor.

2 comentários:

naturalissima disse...

tiomeu
Gostei muito destes magnificos "meros exercícios". O efeito produzido é belo.
Daria quadros lindos... Dos tais que o tio tem feito ultimamente.

Um bom dia... O sol voltou a sorrir. ;-)
Danielasobrinha

magnohlia disse...

Gosto muito. "Transparente" quando se imagina, belo efeito plástico, imensa força no traço, movimento e peso. E...transparência.